Bolsa de valores palestina vive ‘boom’

06/03/200610h19 MARTIN PATIENCE
da BBC Brasil, em Nablus

Nova York. Londres. Tóquio. Nablus? Quando se trata de fazer grandes fortunas no mercado de ações, a cidade de Nablus, na Cisjordânia, não vem à mente imediatamente.

Mas nesta cidade conturbada – mais comumente associada às incursões militares de Israel e aos atentados suicidas palestinos – há algo como uma corrida ao ouro a caminho.

Em um escritório apertado em Nablus, cerca de cem palestinos podem ser vistos se movimentando em salas cheias de fumaça, entre telas mostrando preços de ações de companhias palestinas.

Em uma cidade com desemprego crescente, a bolsa de valores de Nablus oferece a muitos palestinos comuns suas melhores apostas.

No ano passado, o índice al-Quds viu o preço de suas 28 companhias listadas quase triplicar em valor.

Efeito Hamas

Após a surpreendente vitória do Hamas nas eleições palestinas de janeiro, porém, a bolsa de Nablus sofeu um revés que levou à queda de 5% no valor de suas ações.

Mas o gerente-geral da bolsa, Hasan Adnan Yassin, insiste que o desempenho do mercado é bom e que “não existe nenhuma bolsa de valores do mundo que esteja sempre subindo”.

Ele admite que a vitória eleitoral do Hamas causou nervosismo no mercado, mas insiste que o ajuste já havia começado em dezembro.

Yassin diz que, de acordo com a performance do ano passado, a bolsa de valores de Nablus foi a melhor do Oriente Médio para investimentos “e possivelmente a número um no mundo”.

Palestinos comuns parecem concordar. Um fabricante local de sapatos diz que seus negócios estão sendo duramente atingidos pelos bloqueios de estrada feitos por Israel em volta da cidade e pela entrada de sapatos chineses baratos.

Porém, ele diz que agora sua situação econômica melhorou no florescente mercado de ações. Há dez meses, ele comprou US$ 5 mil em ações. Hoje elas valem US$ 7 mil.

“Este lugar é como um café para mim”, diz Samer Mahlis, que freqüenta o prédio da bolsa quase diariamente.

Fora da bolsa, Zahi Anabtawi, dono de uma fábrica de sorvetes, credita a seus investimentos a salvação do negócio que pertence à sua família há 60 anos.

“De certa forma, o mercado de ações salvou meu negócio. Meus investimentos permitiram que eu comprasse outra linha de produção de sorvetes”, disse ele.

Tentar a sorte

Com a economia palestina ainda cambaleante e os bancos locais pagando baixas taxas de juros sobre a poupança, muitos palestinos estão dispostos a tentar a sorte no mercado de ações, diz Hasan Adnan Yassin.

Ele diz que uma das razões para o aumento dramático no valor das ações é que elas eram originalmente subvalorizadas.

O ex-professor de economia também aponta a queda geral da violência na Cisjordânia e a retirada de Israel de Gaza no ano passado como indicadores de que as coisas estão melhorando pouco a pouco.

Mas alguns especialistas estão acendendo uma luz de alerta sobre o que eles vêem como uma corrida de investimentos.

Em agosto, a Autoridade Palestina estabeleceu uma agência de controle para evitar o uso de informações privilegiadas. E também há uma preocupação crescente entre alguns especialistas de que as pessoas acreditam que só têm a ganhar com a bolsa.

“As pessoas estão dobrando seus investimentos muito rapidamente”, diz Samir Abdullah, diretor do Instituto Palestino de Pesquisa sobre Políticas Econômicas, baseado em Ramallah.

“Mas eu não recomendaria nenhum pequeno investidor a especular no mercado se eles não podem eventualmente perder o dinheiro”, diz. “Não é um investimento se o dinheiro estava reservado para pagar a educação dos filhos.”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s